Skip to content
  • Por Germano Barbosa
  • 22 Julho 2000

Pintando o Sete e Desenhando os Outros - 2000

Pintando o Sete e Desenhando os Outros - 2000 - 5.0 out of 5 based on 1 vote
1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 Avaliação 5.00 (2 Votos)

Mais que chargista da cidade, Régis Soares é um atento cronista a retratar a vida com invulgar humor e incrível percepção crítica do cotidiano, sendo, ao mesmo tempo, divertido, sarcástico, astuto, provocador, debochado, mas, acima de tudo, compenetrado.

Em Pintando o Sete e Desenhando os Outros, Régis nos brinda com um apanhado de quadras, muitos deles inéditos, que confirmam a perspicácia de um artista perfeito.

É a oportunidade de reviver a história recente, na política, na economia, no esporte, enfim, uma síntese do que andou acontecendo nos últimos tempos, na narração de um traço simples e terno – humano.

Ah! Não dá pra não rir com o Éneas, assim como é muito engraçado ver que o presidente tarado está fazendo com o mundo.

Nem sempre a gente pode passar pela Rua Etelvina Macedo de Mendonça – Torre, pra conferir 'a ultima' do Régis. Eis, então, a chance de 'rir melhor' – mesmo que atrasado.

Mas Régis não só faz rir. Do mesmo modo como diverte, o seu trabalho suscita reflexão.

É o desabafo do cidadão que não perdeu a faculdade da indignação antes a indignação de uma sociedade espúria, de políticos desonestos. É assim na crítica ao salário dos professores, na avaliação da crise do desemprego, na discussão da questão agrária, na insatisfação com a cartolagem do futebol, na constatação da insegurança pública e na denúncia contra a violência policial, dentre tantos outros registros.

É pra relaxar.

Adicionar Comentário

Comentários

  • Nenhum comentário encontrado
Saiba tudo sobre nossas novidades, lançamentos e serviços...